Reunião Magna da ABC destaca a presença das mulheres na ciência

Exposições Temporárias
Foto: Domínio Público
Início: 
quinta, 05 de maio de 2016
Término: 
quinta, 05 de maio de 2016
Local:
Auditório do Museu do Amanhã
Horário:
qui 14h50-19h

A série de palestras da Reunião Magna da Academia Brasileira de Ciências – que acontece no Museu do Amanhã até sexta-feira (6), em comemoração pelos 100 anos da entidade – terá nesta quinta-feira (5) uma sessão especial dedicada à presença de mulheres na ciência, com o lançamento da revista “Jovens mulheres cientistas: um futuro brilhante para as Américas”.

A publicação – organizada pelo Programa Women For Science, da Rede Interamericana de Academias de Ciências (IANAS) – traz histórias de pesquisadoras jovens que optaram por seguir a carreira científica, uma de cada país do continente americano – do Canadá ao Chile, incluindo o Caribe.

O lançamento – às 19h, no Auditório do Museu – terá a participação de Solange Binotto, professora de física da UFRJ, que representou o Brasil nesta publicação, e de Carolina Horta, vencedora do Prêmio L’Oréal-UNESCO-ABC Para Mulheres na Ciência e do International Rising Talents. A coordenação da sessão é da professora de física da UFRGS Marcia Barbosa, ganhadora do prêmio internacional L’Oréal-UNESCO For Women in Science 2013.

  • Conheça toda a programação do evento aqui.
  • Para assistir às sessões, preencha o formulário.

Especialistas debatem os atuais desafios da educação

A programação do centenário do ABC nesta quinta-feira tem ainda a sessão “Educação”, um painel com diferentes abordagens sobre o tema, que acontece entre 14h50 e 16h50, também no Auditório do Museu.

Naércio Menezes Filho, coordenador do Centro de Políticas Públicas do Insper Instituto de Ensino e Pesquisa, analisará por quê, apesar de o acesso à educação ter aumentado no Brasil nos últimos anos, a produtividade não cresceu. Professor da Faculdade de Educação da USP, Nelio Bizzo apresenta o resultado de uma pesquisa que analisou mudanças no interesse de adolescentes sobre ciência e tecnologia em todo o país. E a britânica Wynne Harlen, especialista em educação científica, fala sobre o ensino de ciências baseado na investigação e suas implicações na pedagogia, no design de currículos e na avaliação de estudantes. A coordenação da sessão é de Luiz Davidovich.