Darwin visita o Museu do Amanhã

Observatório do Amanhã
Darwin e a Árvore da Vida
Início: 
domingo, 12 de fevereiro de 2017
Término: 
domingo, 12 de fevereiro de 2017
Local:
Auditório do Museu do Amanhã
Horário:
dom 14h-17h

O que o naturalista inglês Charles Darwin tem a ver com a vida de todos os seres do planeta? O que é seleção natural? Em que o cérebro humano é diferente do cérebro de pássaros, cães, chimpanzés e elefantes? Como as diferentes espécies se adaptaram para perpetuar seu legado? Estas e outras questões serão debatidas em uma sessão especial da Mostra VerCiência no auditório do Museu do Amanhã no domingo, dia 12 de fevereiro, das 14h às 17h. 

Primero a decifrar o mistério da evolução de seres vivos a partir de formas muito simples de vida, Charles Darwin é o grande homenageado na data de seu 208º aniversário de nascimento. Além de filmes sobre a trajetória do naturalista, o Museu do Amanhã abre espaço para a discussão sobre como a teoria da evolução – anunciada pela primeira vez em 1858 – revolucionou a ciência, a cultura, a filosofia e continua influenciando o avanço das ciências biológicas.

Inscreva-se gratuitamente no final desta página

O Dia de Darwin (Darwin Day)

O nascimento de Charles Darwin (em 12 de fevereiro de 1809) é celebrado por cientistas e instituições do mundo todo que reconhecem sua enorme contribuição para o avanço do conhecimento em praticamente todas as ciências biológicas. Esta revolução científica começou com a publicação da primeira edição do livro "A Origem das Espécies através da Seleção Natural" em Londres, em 24 de novembro de 1859. Outro precursor é o britânico Alfred Russell Wallace, que descobriu a evolução pela seleção natural independentemente de Charles Darwin, publicando-a também em 1958.

Programação

14h: Abertura e boas-vindas (Leonardo Menezes, gerente de Exposições e Observatório do Amanhã)

14h15m: Documentário – Darwin e a Árvore da Vida (BBC, Reino Unido – 2008/2009, 60min)

15h15m: Conversa com o zoólogo Ricardo Campos da Paz, chefe do Departamento de Ecologia e Recursos Marinhos e professor associado da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) e o historiador das ciências Gastão Galvão, que desenvolve o projeto de pesquisa “O ensino de ciências através das artes cênicas” na Coordenação de Educação em Ciências do Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST).

Mediação: Sérgio Brandão, curador internacional da Mostra VerCiência

15h45m: Documentário – Macacos Geniais (WGBH, Estados Unidos – 2008, 60min)

16h45m: Encerramento