Inovanças - Criações à Brasileira

Exposições Temporárias
Inovanças: Criações à Brasileira
Início: 
terça-feira, 25 de abril de 2017
Término: 
domingo, 18 de fevereiro de 2018
Local:
Exposição Temporária
Horário:
ter - dom 10h-17h

Gisele Duarte*

Um despertar de sensações e inspirações. Inovanças – Criações à Brasileira, exposição temporária do Museu do Amanhã, convida o visitante a embarcar numa viagem pelo mundo das criações nacionais.

Inovanças, que desde sua abertura recebeu mais de 400 mil visitantes, é um reflexo do povo brasileiro que, em meio a adversidades, procura novas maneiras de se criar e de se reinventar. Que dribla dificuldades e, de um jeito único e inovador, vê oportunidade no imprevisto. Além disso, utiliza o ambiente natural ao seu redor como fonte de inspiração, pensando muitas vezes no coletivo e cometendo erros na insistência do “fazer dar certo”. A exposição fica aberta à visitação até 18 de fevereiro de 2018.

Esses são os caminhos que o visitante percorre na exposição, desenvolvendo interpretações diferentes que levam, ao final, a um pensamento comum: é possível criar soluções em diferentes contextos culturais, sociais e econômicos.

“Às vezes pensamos ‘dentro da caixinha’”, disse Marcelo Barbosa, de 46 anos, durante visita à exposição, em julho. “Sou arquiteto, tenho vinte anos de profissão. Por fazer projetos há tanto tempo, acabamos desenvolvendo uma maneira de criar, uma metodologia. Mas quando a gente vê como eles (os personagens de Inovanças) criaram e como funcionou aquela criação, o trabalho coletivo, isso abre os nossos horizontes.”

Numa referência à cobertura do Museu de Arte do Rio (MAR), criação mostrada na área “Awani jö” e que foi feita a partir da colaboração entre arquitetos e artesãos ligados a escolas de samba do Rio de Janeiro, Marcelo destaca a engenhosidade da solução. 

“Quando começaram o projeto soube que eram os artesãos das escolas de samba que iam produzir o teto a partir do isopor. O que sobrou daquele material foi reutilizado no carnaval do ano seguinte.

Paredes invisíveis

Entre as paredes invisíveis que dividem a exposição em sete áreas, pessoas circulam em grupos ou sozinhas. São do Rio de Janeiro, do Brasil e de outras partes do mundo, mistura que deixa o espaço colorido e acolhedor.

Natália Borges, de 30 anos, que visitou Inovanças com os filhos e vários outros familiares, sentiu-se estimulada após conhecer a exposição.
“Passa uma mensagem boa, até mesmo para as crianças. Saímos motivados a fazer um mundo melhor”, disse.

Ao ser questionado sobre o que mais gostou em Inovanças, o pequeno Pedro Amaral, de 9 anos, não pensou duas vezes: “A chuva!”. Ele se refere a um dos efeitos cenográficos instalado na área Inexspectata (Imprevisto), uma nuvem que emite sons e luzes e que remete à imprevisibilidade climática no país.

Seja pelo olhar de uma criança ou de alguém mais experiente, Inovanças vem conseguindo surpreender um público tão diverso, em um ambiente multicultural, recheado de informações.

“Ela é muito bem montada. Nos inspira a ler, a se interessar e observar”, afirmou Eugênia Melo, de 54 anos.

Confira o hotsite da exposição

* Gisele Duarte faz parte  da equipe da Gerência de Exposições e Observatório do Amanhã.

Algumas experiências e exposições estão sujeitas à lotação para segurança e conforto do visitante. Fechamos às 18h e, por isso, as filas para essas experiências e exposições podem ser encerradas horas antes.

 

Exemplo bem-sucedido de parceria entre o poder público e a iniciativa privada, o Museu conta com o Banco Santander como patrocinador máster, a Shell Brasil, ArcelorMittal e Grupo CCR como mantenedores e uma ampla rede de patrocinadores que inclui Engie, Americanas, IBM e B3.  Tendo a Globo como parceiro estratégico e Copatrocínio da Light e Raia Drogasil. Conta ainda com apoio de EY, Sodexo, EMS,  Rede D’Or, White Martins, Bloomberg, Colgate, Consórcio Chevrolet, TechnipFMC, Universidade Veiga de Almeida, Granado e BMC Hyundai. Além da Accenture e o British Council apoiando em projetos especiais, contamos com os parceiros de mídia Artplan, SulAmérica Paradiso e Rádio Mix.  O Museu foi originalmente concebido pela Fundação Roberto Marinho.