VerCiência inaugura Museu do Amanhã

Destaques

Avanços tecnológicos, culturas, comportamento, viagens espaciais – esses são alguns dos temas que estarão em exibição na inauguração do Museu do Amanhã, neste fim de semana. No sábado e domingo (dias 19 e 20), das 11h às 18h, acontece uma mostra do VerCiência, projeto que há 21 anos divulga conteúdos científicos na televisão e internet. As sessões, no auditório do Museu, serão consecutivas e com entrada gratuita, sujeita à lotação do local.

Para a mostra, foram selecionados 13 programas de TV, com durações que variam de 7 a 60 minutos. Um dos documentários fala sobre um “aniversariante” especial: o telescópio espacial Hubble, que completa 25 anos. Fruto de uma parceria da NASA e da Agência Espacial Europeia (ESA), o telescópio foi lançado em abril de 1990 e até hoje orbita a Terra, a 570 km de altitude. Ao longo de sua jornada, o Hubble já fez mais de um milhão de imagens e contribuiu para que cientistas pudessem afirmar com mais precisão a idade do Universo: cerca de 13,7 bilhões de anos.

A poluição luminosa (sim, ela existe) é tema de outro curta-metragem, da rede de notícias alemã Deutsche Welle. Em apenas sete minutos, o programa relata como o excesso de iluminação artificial pode prejudicar seres humanos e animais: as luzes das cidades podem ser vistas do espaço, a centenas de quilômetros de distância – uma cena bonita, mas que pode ser fatal para algumas espécies.

– Estamos muito felizes com a parceria com o Museu do Amanhã e com a possibilidade de mostrar aos cariocas e visitantes o que há de melhor em conteúdo científico logo na inauguração do auditório – comemora o jornalista Sergio Moraes Brandão, curador internacional do VerCiência. 

Desde 1994, quando foi fundado, o VerCiência já circulou por dezenas de cidades brasileiras, levando informação científica em exibições cinematográficas, palestras e conferências.